Grafica TechPrint Goiânia

Tonalidades

Cores

1) básicas de impressão: ciano, magenta, amarelo e preto (CMYK). 2) quadricromia: serviço impresso nas quatro cores de impressão. 3) 4x4: expressão usada para designar uma impressão em quadricromia na frente e no verso de uma lâmina ou página. Existem variações: 4x1 (4 cores na frente e 1 no verso); 4x2 (4 cores na frente e 2 no verso) e 4x3 (4 na frente e 3 no verso) ou mais. 4) Pantone Matchning System: sistema de seleção de cores desenvolvido pela Pantone Inc., a partir de 8 cores primárias especiais que são combinadas em mais de 740 tons diferentes. Esse sistema é amplamente utilizado pela indústria gráfica mundial. 5) Escala de cores: é um guia de cores combinadas em C M Y, K C. K M e K Y. A escala progressiva de 0 a 100% de densidade é usada habitualmente como referência na reprodução de cromos, simulando o resultado no impresso. Em tempo: C - cyan (azul); M - magenta; Y - yellow (amarelo); K - black (preto).

Visualização das cores

Lembre-se também que a cor está diretamente relacionada ao iluminante. Na prática, a visualização das cores é alterada de acordo com a luz que incide sobre o objeto. Procure sempre analisar originais e impressos com uma fonte de luz calibrada na faixa dos 5.000K (Kelvin). Para facilitar estas avaliações, existem cabines de luz apropriadas para compra no mercado.

Uma aparente mudança de cor do impresso pode ocorrer após os processos de laminação ou aplicação de verniz porque a visão é enganada pela mudança de brilho no impresso ou ainda pelo aspecto leitoso da laminação ou revestimento. Alguns pigmentos pantone (notadamente Reflex Blue, Rhodamine Red e Pantone Purple) são ainda afetados (sofrem um leve branqueamento) pela reação que provocam ao entrar em contato com o verniz UV ou com o adesivo da laminação.

Tonalidades CMYK

Os percentuais de cores em quadricromia: (ciano magenta amarelo e preto) nunca devem ultrapassar 320%. Quando isto ocorre, haverá uma saturação de carga de tinta no papel, comprometendo a qualidade do impresso.

Lembre-se: o processo gráfico reproduz a gama de cores utilizando as quatro cromias básicas (ciano magenta amarelo e preto). Muitas cores que vemos no monitor (cores RGB - Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul)) ou que observamos em um cromo (tom contínuo), por exemplos, são impossíveis de serem reproduzidas no sistema offset. Esta "deficiência" é inerente aos processos diferentes de formação de cores e ocorre, principalmente, com laranjas, azuis e verdes.

Cor da base

Todo mundo sabe, mas é bom lembrar que, ao usar em seu projeto 100% preto (chapado), é conveniente calçá-lo (usar mais uma cor de base) com pelo menos 30% de ciano. Tal procedimento irá garantir uma cobertura mais uniforme do preto, evitando manchas.

Cores chapadas

Na utilização de cores chapadas escuras é conveniente especificar sempre a aplicação de camadas protetoras nos impressos (verniz UV, plastificação ou laminação). Isto evita que o material fique comprometido pelas desagradáveis manchas causadas pela gordura dos dedos.

Cores especiais

Procure consultar as "tabelas de cores" para prever como será a reprodução de uma determinada cor especial. Nunca tome como base a tonalidade da cor percebida no monitor. Para se obter uma determinada cor Pantone em CMYK procure em uma tabela específica, denominada "solid to process".

Você já deve ter percebido que as tabelas Pantone possuem, após o código numérico, a letra "U" ou a letra "C". Estas letras designam o tipo de suporte utilizado para reprodução daquele determinado tom e o resultado que será obtido. (U de uncoated) e (C de coated). Uncoated refere-se aos papéis que não possuem revestimento, como o offset ou alta-alvura. Coated são aqueles revestidos, como os couchés. Por isso é bom atentar para as diferenças da reprodução das cores, que têm os seus tons bastante alterados em função do tipo de papel utilizado.

Entre em Contato






Usuarios Online

Nós temos 16 visitantes online
Lembrar de Mim